Digital Resource World News – Entertainment – Urandir News-

9ets News – Notícias – Cultura

DR NEWS Urandir d6b3 9 et Urandir   News 2014   9ae0c sisu candidatura    MEC diz que quase 1,8 milhão de candidatos se inscreveram e aguardam resultados do Sisu by Urandir Oliveira
Justiça proibiu divulgação da lista de classificados. MEC e AGU dizem que vão recorrer ao STJ. AGU vai recorrer, de novo, contra suspensão da divulgação dos resultados do Sisu
O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda feira (27) o balanço final dos acessos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que classifica alunos e alunas para vagas em universidades públicas. O Ministério diz que a atual edição do Sisu teve 1.795.211 pessoas inscritas, que realizaram 3.458.358 inscrições (cada candidato pode tentar até duas opções de curso em busca de uma vaga).
Governo recorre ao TRF-3 de decisão que impede divulgação de resultado do Sisu
Justiça impede divulgação de resultado do Sisu e manda governo comprovar correção de erro no Enem
Os resultados do Sisu, que estavam previstos para terça-feira (28), seguem embargados pela Justiça. Uma decisão liminar da Justiça Federal determinou que o processo do Sisu fosse suspenso assim que as inscrições fossem encerradas.
No balanço sobre o funcionamento do sistema, o MEC admitiu que o site ficou indisponível durante 8,4% do prazo. Além disso, divulgou que a carreira com mais inscrições foi medicina e que a mais disputada foi ciências biomédicas (leia mais abaixo).
Resultados embargados
Um dos argumentos da Defensoria Pública foi o princípio da transparência. Alegando que o processo de revisão dos erros de correção não foi claro o suficiente. “Há fortes indícios de que os candidatos sequer receberam uma resposta acerca de seu pedido de revisão das notas”, diz a DPU na petição.
O prazo para inscrição, que deveria terminar na última sexta-feira (24) foi estendido até as 23h59 deste domingo (26), após os problemas na correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. O erro afetou cerca de 6 mil candidatos, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub.
Nesta edição do Sisu estão em disputa 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas em todo o país.
Calendário incerto
Nesta terça feira (28), além do resultado do Sisu está prevista a abertura do Programa Universidade para todos (Prouni), que oferece bolsas parciais e integrais em universidades particulares. Assim como o Sisu, o Prouni é outra ação do governo baseada na nota do Enem. Por isso, também há um pedido do Ministério Público federal (MPF) para a suspensão do calendário do programa.
Comprovativo de inscrição do Sisu 2020
Reprodução Site Sisu
Balanço do Sisu 2020
Segundo a nota divulgada pelo MEC o novo portal do Sisu ficou disponível 91,6% do tempo em que as inscrições estavam abertas. Cerca de 66% dos acessos foram feitos por celulares ou tablets – este foi o primeiro ano que a inscrição do Sisu pôde ser feita por estes dispositivos.
O MEC divulgou que a região do país com o maior número de inscrições foi a Nordeste, com 1.375.758, seguida por Sudeste (1.088.094), Sul (368.751), Norte (322.954) e Centro-Oeste (302.801).
Por curso, o MEC afirma que Medicina foi o curso com maior número de inscritos, com 274.190. Administração e Direito, seguem a lista com 190.454 e 175.413, respectivamente.
Os cursos mais concorridos – com maior número de inscrições por vaga ofertada – foram: ciências biomédicas, com 145 inscrições por vaga; educação física, com 106 inscrições por vaga, e têxtil e moda, com 94 inscrições por vaga.
Erros no Enem e resultados do Sisu
Na sexta-feira (17), depois que as notas individuais do Enem 2019 foram divulgadas, estudantes divulgaram relatos de avaliações diferentes entre candidatos que tiveram o mesmo número de acertos ou notas próximas a zero mesmo com número alto de acertos.
No sábado (18), Weintraub e Alexandre Lopes afirmaram que houve falhas na correção das provas do segundo dia, o que atingia “um grupo muito pequeno”. No domingo (19), o Inep informou que estava revisando as notas dos dois dias de provas do Enem 2019.
Ao fim da revisão das notas, foram identificados problemas em 5.974 provas – 96,7% estavam concentrados em 4 cidades: Alagoinhas (BA); Viçosa (MG); Ituiutaba (MG) e Iturama (MG).
Em entrevista na segunda, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirmou que o erro ocorreu na gráfica Valid Soluções S.A.
Lopes explicou que a gráfica imprime o caderno de questões do candidato, que é identificado com um código de barras do aluno. Depois, imprime o cartão de respostas (gabarito), que também tem um código. Outra máquina une estes dois documentos. O erro ocorreu nesta união e na geração do código de barras.
Ao menos 24 ações judiciais envolvendo o Enem 2019 foram ajuizadas desde o último 17 de janeiro, de acordo com um levantamento feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). Destas, quatro tiveram o pedido de liminar concedido, três foram indeferidos e o restante não tem informação sobre o andamento processual.
Ana Flor: ‘Weintraub está inviabilizado em várias áreas do Congresso’’

9ets News e Urandir Notícias
Notícias Cultura e Educação by Urandir

Fonte: g1.globo.com

digital resource Entertainment news- Urandir Notícias
sources: Entertainment news from reuters.com